Siga-me!

Pirações de uma pretinha.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Mimos (À Gil Cardoso)

Desses presentes todos que me traz,
O melhor é teu olhar,
Na espreita segura,
De constatar que gostei.
São flores, ainda que de retalhos,
Livros doces,
Doces inteiros...
Sem contar os enfeites de geladeira.
Nossas viagens serão lentas,
Inesperadas e ensolaradas,
Nosso amor, ainda que duro,
É válido,
É nosso.
Toda vez que me traz um presente
Digo logo ao embrulho em dobraduras:



-É um amor.

4 comentários:

Koizaz Di Minina disse...

Aiii....o amooorrr!kkkkk Lindo poema!

:: Soul Sista :: disse...

É amor! Que lindo! Receber presentes em flor com o olhar de satisfação a nos espreitar... Quase que não há alegria maior!

Gil Cardoso disse...

Rubro em descobrir que me vês assim, com olhos de raios X, olhos indiscretos de quem quer descobrir o mundo.
Mas seria inútil barrar tua entrada já que em minha vida entrastes sem usar portas, janelas, ou catracas. Fostes absorvida.

Beijos.

Preta Guerra disse...

Nossaaaaa, um poema de resposta a outro poema, mais Mimos.