Siga-me!

Pirações de uma pretinha.

domingo, 29 de novembro de 2009

Solitude ampla.

Solidão...

É um verme, roendo o oco, dentro do infinito...

E mesmo assim dói.

3 comentários:

Fábio disse...

Ola.. que textos legais.. eu também tenho um blog, qdo der e c der faz uma visitinha. O endereço é www.ecosdotelecoteco.blogspot.com Sucesso com o trabalho ai .. T mais.

Fábio disse...

Ola.. que textos legais.. eu também tenho um blog, qdo der e c der faz uma visitinha. O endereço é www.ecosdotelecoteco.blogspot.com Sucesso com o trabalho ai .. T mais.

George Ardilles disse...

Concordo com você. Mas tem uma solidão que não corrói, não machuca, sublima a vida. É a solidão dos poetas.